fbpx
NovidadeRobótica Educacional

Realidade Aumentada (RA)

Realidade virtual, realidade aumentada, metaverso, o que todas essas coisas têm em comum e ao mesmo tempo se diferem? Como separar e identificar cada uma dessas ações dentro dos espaços em que estão inseridas? A resposta talvez se torne mais perceptível ao observarmos como essas tecnologias têm sido aplicadas nas atividades que demandam seu uso.

Saber diferenciar cada uma dessas ações é fundamental para entendermos o que cada uma delas traz consigo e como podemos explorá-las corretamente e melhor em cada uma das áreas que competem sua utilização.

A realidade virtual, a realidade aumentada e o metaverso são termos relacionados à tecnologia que envolve a interação entre o mundo real e o mundo digital, mas possuem diferenças significativas em relação à forma como são utilizados e às experiências que proporcionam. Vamos entender cada um deles:

A Realidade Virtual (RV) é uma tecnologia que cria um ambiente simulado, imersivo e interativo no qual o usuário pode se sentir presente e interagir com esse ambiente virtual. Geralmente, é alcançada por meio de dispositivos como óculos de realidade virtual (headsets) que cobrem os olhos do usuário e exibem imagens e sons em 3D. Ao usar a realidade virtual, o usuário é isolado do mundo real e totalmente imerso em uma experiência digital.

Realidade Aumentada (RA) combina elementos do mundo real com elementos digitais, sobrepondo informações ou objetos virtuais ao ambiente real. Ela geralmente é experimentada por meio de dispositivos como smartphones, tablets ou óculos específicos para realidade aumentada. Diferentemente da realidade virtual, a realidade aumentada não cria um ambiente totalmente virtual, mas adiciona camadas de informação digital ao mundo físico, permitindo que o usuário interaja com essas informações enquanto ainda está consciente do ambiente real.

O metaverso no entanto, é um conceito mais amplo e em desenvolvimento que se refere a um ambiente virtual compartilhado, persistente e em tempo real, onde as pessoas podem se conectar, interagir e criar conteúdo em escala global. É uma extensão do conceito de mundo virtual, mas com maior complexidade e diversidade de interações. O metaverso é visto como um espaço digital tridimensional, onde os usuários podem explorar e participar de uma variedade de atividades, como jogos, comércio, trabalho colaborativo, educação, entretenimento e muito mais. O metaverso vai além da simples imersão individual e busca criar um espaço social virtual onde várias pessoas podem se encontrar e colaborar simultaneamente.

Imagens ilustrativas representando o uso da RV, RA e Metaverso
Figura 1: Imagens representando o uso da RV, RA e Metaverso

LUGARES QUE ESTÃO UTILIZANDO A REALIDADE AUMENTADA

Imagem ilustrativa da Figura 2 - Imagens representado o uso da RA em diversas áreas
Figura 2: Imagens representado o uso da RA em diversas áreas

Arquitetura

Jogos

Indústria

Educação

Saúde

Viagens

Marketing e Compras

REALIDADE AUMENTADA NO NOSSO COTIDIANO

A realidade aumentada (RA) tem se tornado cada vez mais presente em diversas áreas do nosso dia a dia, proporcionando experiências imersivas e interativas. Vamos explorar alguns desses exemplos na prática.

Com a utilização de aplicativos de navegação e direção é possível obtermos as informações sobre o ambiente real, permitindo que você visualize instruções de direção diretamente na tela do seu dispositivo móvel.

Já existem muitas empresas que estão implementando a realidade aumentada em seus aplicativos, permitindo que os usuários visualizem produtos em suas casas antes de comprá-los. É possível projetar móveis virtuais em seu espaço físico para ver como eles se encaixam, pintar paredes para saber como seria aquela cor em um determinado ambiente ou até mesmo experimentar roupas virtualmente.

Existe também realidade aumentada para manutenção e reparos, em que técnicos podem usar de dispositivos com RA para visualizar informações e instruções diretamente no campo de visão enquanto trabalham em equipamentos complexos. Isso pode ajudar a identificar componentes defeituosos e fornecer orientações passo a passo para reparos.

Dentro do setor imobiliário algumas empresas já utilizam a realidade aumentada para permitir que os clientes visualizem imóveis em potencial, sem precisar visitá-los fisicamente. Os compradores podem sobrepor modelos 3D dos imóveis em construção em espaços vazios, permitindo assim uma melhor compreensão do layout e do design.

Aplicativos de tradução com RA podem traduzir automaticamente placas, menus e outros textos em tempo real, sobrepondo a tradução na imagem capturada pela câmera do dispositivo. Principalmente durante a pandemia vimos muitos cardápios que faziam uso dessa ferramenta e sem dúvidas foi uma solução que veio para ficar, pois, até hoje muitos espaços fazem uso do cardápio digital.

Uma das práticas mais comuns e talvez pioneira nesse universo da realidade virtual é o entretenimento e jogos. A indústria de jogos sempre explorou e continua explorando amplamente a RA, criando experiências imersivas em que personagens e objetos virtuais interagem com o mundo real. Além disso, parques temáticos e museus estão usando a RA para adicionar camadas de informações e elementos interativos às suas exposições.

10 APLICATIVOS PARA USO COM REALIDADE AUMENTADA

Instagram

Snapchat

ARLOOPA: Realidade Aumentada

Google Arts & Culture

Google Leans

Ingress Prime

Missão Marte RA

Star Walk 2

Zappar

Google – painel de busca do celular, pesquise por um animal, selecione ‘veja em 3D’, em seguida, clique em ‘veja no seu espaço’.

PARA SE APLICAR EM SALA DE AULA

Dentro do setor educacional, a RA está sendo usada para criar experiências de aprendizagem imersivas e permitir que os estudantes explorem o corpo humano em detalhes, sobrepondo órgãos e sistemas do corpo humano em dispositivos móveis. Mas esse é apenas algumas das possibilidades, dentro da educação um mundo ainda está por se descobrir o que envolve a realidade aumentada em outros campos e disciplinas.

Apesar de saber que a realidade aumentada é uma grande ferramenta muito utilizada por nós, muitas vezes seu uso passa despercebido e temos muitos aplicativos que usamos com RA. O fato é que o seu uso tem possibilitado inúmeros feitos, dentre eles o educativo.

O RARepositório é um projeto de Realidade Aumentada nas escolas desenvolvido pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), dentro do aplicativo do Zappar, o cadastro e acesso são gratuitos. Aqui, é possível fazer uso da RA para o aprendizado de diversos conteúdos e proporcionar aos estudantes um conhecimento mais aprofundado e detalhado daquilo que se apresenta, a fim de proporcionar uma experiência diferenciada.

Imagem ilustrativa da página do RARepositório
Figura 3: Página do RARepositório

Atividades que podem ser sugeridas para aplicação em sala de aula é a diferenciação e a análise do uso dessas tecnologias no nosso cotidiano. Trazer para a sala de aula algumas questões que podem ser exploradas com o uso dessas ferramentas. Essas habilidades da BNCC servem para montar uma aula prática aplicada ao entendimento dessas interfaces (EM13LGG701); (EM13LGG702); (EM13LGG703); (EM13LGG704).

Se quiser ir além e trabalhar com a realidade aumentada, porém não como um conceito, você terá inúmeras possibilidades para explorar, uma vez que todos os aplicativos que trouxemos abrange um leque de componentes curriculares que nos permite montar diversas aulas interativas e super criativas.

Até a próxima,

Paloma Marques

Dúvidas? Deixe seu comentário

Paloma Marques

Mestra em Educação, Pós Graduada em EaD e as Tecnologias Educacionais, Pós Graduanda em Filosofia, Conhecimento e Educação. Graduada em Artes Visuais, Filosofia e Pedagogia. Atuo como Pedagoga no setor de Desenvolvimento de Produtos na Casa da Robótica. Realizo o planejamento, produção, criação e revisão dos materiais educativos com ênfase em Robótica Educacional. Aprendiz de programação em blocos e fascinada em contribuir para o desenvolvimento de pessoas por meio da educação.

Deixe uma pergunta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.