fbpx
NovidadeRobótica Educacional

Inteligências Artificiais

Quando ouvíamos falar em futuro logo imaginávamos todas as coisas que eram retratadas em filmes, como por exemplo, o uso de robôs para tudo, muitos, com inteligências artificiais que eram capazes de pensar por si mesmos. Mas afinal, o que são as Inteligências Artificiais?

A Inteligência Artificial é um ramo da ciência da computação que se concentra no desenvolvimento de sistemas e de tecnologias que simulam aspectos do pensamento humano, como aprendizado, raciocínio, resolução de problemas, reconhecimento de padrões, compreensão da linguagem natural e tomada de decisões. Apesar de não pensar sozinha no sentido tradicional de pensamento e consciência. Além disso, a IA não possui emoções, intenções ou desejos próprios, nem é capaz de tomar decisões independentes sem a orientação e programação de seres humanos. Mas tem e pode ser utilizada em diversas áreas, como: na indústria, saúde, finanças, transportes, entre outras.

A ideia e os conceitos relacionados a Inteligência Artificial surgiu há várias décadas. No entanto, o termo “Inteligência Artificial” foi utilizado pela primeira vez em 1956. Estudos relacionados à IA tiveram origens anteriores, como o trabalho de Alan Turning que criou o famoso “Teste de Turning”, projeto que propõe uma maneira de avaliar se uma máquina pode exibir comportamento inteligente equivalente ao de um ser humano, ou indistinguível deste.

Com os inúmeros avanços e com a popularização das tecnologias, nos últimos anos as IAs não são mais uma realidade tão distante. Atualmente, elas são projetadas para simular a cognição humana, como a capacidade de aprender, raciocinar, perceber, reconhecer fala, imagem, resolver problemas, tomar decisões e, até mesmo, compreender emoções.

Recentemente, muito têm se discutido sobre o tema sobretudo após a divulgação dos projetos de Inteligência Artificial da empresa Open AI, dentre eles o ChatGPT e o Dall·E, que são inteligências capazes de manter um diálogo e criar imagens com base em informações solicitadas pelo usuário, respectivamente.

Diferentemente do que muitos acreditam as IAs não possuem aparência física de um robô, o que não impede de ser. No entanto, as suas funcionalidades são mais bem aproveitadas quando utilizadas como uma ferramenta tecnológica, ganhando mais espaço e um uso muito mais comum dentro do nosso cotidiano. A popularidade sobre esse novo universo das IAs tem gerado discussões bastante calorosas acerca do tema, o que ocasiona curiosidades, bem como preocupações em relação a utilização do sistema.

Imagem que ilustra as aplicações da Inteligência Artificial
Figura 1: Aplicações da Inteligência Artificial

A IA pode ser considerada como um assistente inteligente ou ferramenta de suporte para a tomada de decisões, mas ainda depende dos seres humanos para definir seus objetivos e limites. Embora a IA possa ser treinada para aprender e melhorar a partir de dados e interações, ela ainda possui limitações pela sua programação inicial e pelos algoritmos utilizados.

Hoje, é bastante comum utilizarmos as inteligências artificiais, muitas das vezes sem perceber. Posso te dar muitos exemplos de como isso é feito. Sabe aquele reconhecimento facial do seu celular ou aquelas propagandas que aparecem quando você está ‘pensando’ em comprar algum produto? Conhece e/ou usa aquelas assistentes virtuais queridinhas, como Siri, Alexa e Google home? Que te ajudam diariamente a realizar tarefas, como reservar um restaurante, tocar música, acender uma lâmpada ou fazer uma pesquisa rápida sobre a previsão do tempo… Saiba que todo esse suporte é feito com o uso de inteligências artificiais, e que tudo isso já faz parte da rotina da nossa vida, casa e trabalho.



COMO AS IAs PODEM MUDAR NOSSA VIDA?

A inteligência artificial não está para substituir os humanos, pelo contrário, ela ampliará os caminhos de cooperação entre homem e máquina, auxiliando na progressão mais rápida da humanidade.

 No episódio Inteligência Artificial do Expresso do Futuro o apresentador, professor e advogado Ronaldo Lemos traz a visão de como as IAs estão sendo repercutidas em todo o mundo, além disso, quais as expectativas futuras para as inteligências artificiais e o nosso convívio com essa tecnologia. Apesar de ser um vídeo de cinco anos atrás, podemos perceber que ele ainda é super válido e atual, para entendermos a construção das perspectivas que já estavam sendo projetadas e quais delas já alcançamos nesse período, inclusive serve como exercício para pensarmos nessa evolução.

À medida que a tecnologia evolui, é provável que vejamos ainda mais aplicações da IA em nossas vidas cotidianas. A Inteligência Artificial está cada vez mais presente em nosso dia a dia, tornando-se uma tecnologia essencial em muitas áreas da vida moderna.



10 PRINCIPAIS INTELIGÊNCIAS ARTIFICIAIS UTILIZADAS NO NOSSO DIA A DIA

Imagem ilustrativa dos aplicativos que utilizam Inteligência Artificial
Figura 2: Aplicativos que utilizam Inteligência Artificial

Aplicativos de Rotas;

Assistentes Virtuais;

Mecanismos de Buscas;

Plataformas de Streaming;

Reconhecimento Facial;

Redes Sociais;

Marketing e Vendas;

Segurança Digital;

Atendimento ao Usuário;

Vídeo Games.



FERRAMENTAS PARA TRABALHAR COM INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL

DALL-E

ChatGPT

CodeWP

Midjourney

Perplexity

Synthesia

Murf



PARA SE APLICAR EM SALA DE AULA

É importante notar que a IA continua a evoluir e se tornar cada vez mais sofisticada. Alguns pesquisadores e especialistas em IA estão trabalhando em sistemas que poderiam eventualmente simular o pensamento humano. Enquanto isso, é essencial que a Inteligência Artificial seja usada de forma responsável e ética, com transparência e supervisão adequadas, para garantir que a tecnologia continue a servir aos interesses e necessidades humanas.

Com toda a polêmica em torno do Chat GPT e a sua possível ameaça para a Educação podemos pensar na sua ampliação e nas formas de se utilizar essa IA a favor do ensino. Trabalhar com ferramentas que utilizam Inteligência Artificial te permitem uma resposta imediata do seu projeto, com a identificação de erros e nos dão formas para abraçar as novas ideias que possam surgir.

Aprender e ensinar com inteligência artificial também é possível, podemos propor que alguma inteligência crie uma imagem ou até mesmo um texto e fazer daquilo um exercício para fomentar o aprendizado acerca do tema trabalhado, se questionar sobre o uso e a finalidade daquilo que criamos com ajuda da IA.

Além de podermos fazer um momento reflexivo acerca das possíveis e prováveis mudanças, tais como: Como a Inteligência Artificial vai mudar a nossa vida? O que podemos ganhar com isso? Bom, com tantas aplicabilidades, funcionalidades e facilidades no nosso dia a dia, é perceptível que já estamos ganhando, mas também perdendo muito com isso. Como quase tudo na vida, há perdas e ganhos em relação ao uso de alguma ferramenta, e por isso, precisamos estar atentos a configuração e moderação do seu uso.

Habilidades da BNCC: (EM13CNT101); (EM13CNT205); (EM13CNT301); (EM13CNT302); (EM13CNT308).

Computação na Educação Básica – Complemento à BNCC: (EM13CO09); (EM13CO10).

Até a próxima,

Paloma Marques

Dúvidas? Deixe seu comentário

Paloma Marques

Mestra em Educação, Pós Graduada em EaD e as Tecnologias Educacionais, Pós Graduanda em Filosofia, Conhecimento e Educação. Graduada em Artes Visuais, Filosofia e Pedagogia. Atuo como Pedagoga no setor de Desenvolvimento de Produtos na Casa da Robótica. Realizo o planejamento, produção, criação e revisão dos materiais educativos com ênfase em Robótica Educacional. Aprendiz de programação em blocos e fascinada em contribuir para o desenvolvimento de pessoas por meio da educação.

Deixe uma pergunta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.