fbpx
NovidadeRobótica Educacional

O robô vai substituir meu trabalho?

Estudos realizados já comprovam que em 2026, cerca de 30 milhões de empregos serão substituídos por máquinas. Trabalhos que podem ser automatizados até pela nossa própria segurança. Não faz mais sentido continuarmos colocando vidas em risco ou realizando ações repetidas vezes, se podemos contar com suporte de um robô que desempenhe esse papel.

Será que a sua profissão está inclusa nessa estatística? Uma pesquisa realizada pelo LAMFO (Laboratório de Aprendizado de Máquina em Finanças e Organizações) aponta as muitas profissões com grandes estimativas de serem automatizadas. Ao acessar o site do LAMFO é possível selecionar a sua profissão e visualizar as estatísticas.

Imagem ilustrativa da Área de pesquisa da LAMFO
Figura 1: Área de pesquisa da LAMFO
Imagem ilustrativa das estáticas da automação das atividades laborais do advogado.
Figura 2: Estáticas da automação das atividades laborais do advogado.

Desde o período da Revolução Industrial, travamos essa discussão sobre o espaço dos humanos com as máquinas no mercado de trabalho. Nos últimos anos, tem havido um aumento significativo no uso de máquinas e na automatização de processos em diversas áreas da economia. A automação envolve o uso de tecnologias avançadas, como inteligência artificial e robótica, para realizar tarefas que antes eram executadas por seres humanos. Essas transformações têm gerado preocupações no mercado de trabalho, especialmente em relação ao desemprego.

A automação pode aumentar a eficiência e a produtividade das empresas, permitindo que elas produzam mais com o avanço e a implementação das novas tecnologias. Além disso, sabemos que os trabalhos repetitivos ou que exigem muita força humana certamente continuarão sendo substituídos por máquinas, até para facilitar e poupar nossa saúde física, uma vez que esses trabalhos feitos por nós, humanos demandam muito mais tempo e desgastam nossa integridade física. Essas mesmas atividades automatizadas por robôs facilitam o trabalho e a execução.

O fato é que precisamos estar cada vez mais à frente do nosso tempo para estarmos aptos a realizar atividades que atendam a nova configuração da era que estamos vivendo. Nós já estamos operando com a Indústria 5.0 e o que isso quer dizer? Quer dizer que cada vez mais estamos integrando o nosso trabalho junto as máquinas e não é sobre apenas saber como operá-las ou até mesmo manter a interação homem x máquina de maneira eficaz, mas também somar todas essas coisas junto a interconexão, colaboração entre homem e máquina para que todo o processo de fato ocorra da melhor forma.

A Indústria 5.0 é uma evolução natural da Indústria 4.0, que ainda é muito consolidada no mercado, mas que já vem perdendo espaço para essa nova experiência de uma conexão mais profunda que as novas tecnologias nos proporcionam, tais como o metaverso, capacidade de comunicação com Inteligências Artificiais (IAs), impressão 3D, experiência do usuário, junto a evolução com foco na transição e na estratégia baseada na sustentabilidade da economia circular.

Seu emprego será uma profissão do futuro? Com o aumento da presença de equipamentos baseados em inteligência artificial em nossas vidas diárias e ambientes de trabalho, é importante considerar se sua carreira futura será uma profissão do futuro.

Para se preparar adequadamente para trabalhar com essas tecnologias avançadas, é crucial compreender seu funcionamento e avaliar os riscos e benefícios que elas apresentam. Isso ajudará você a se destacar em um ambiente profissional em que o uso de inteligência artificial tende a se tornar cada vez mais comum.

Numa entrevista ao Canal Tech, a robô humanoide Sophia, em sua passagem pelo Brasil em outubro de 2018, concedeu uma entrevista em que fala abertamente sobre a ocupação dos espaços pelos robôs no mercado de trabalho. E afirma que mesmo que os robôs sejam excelentes para realização de trabalhos, eles ainda não possuem habilidades suficientes para executarem tudo que precisamos. De modo que, robôs e humanos devem “ser parceiros complementares e não substitutos”.

PROFISSÕES DO FUTURO

E quais seriam as profissões do futuro ou pelo menos aquelas que os robôs ainda demorarão um tempo maior para conseguirem realizar com a mesma ou até melhor precisão que nós? Bom, segundo o estudo realizado pela LAFOM algumas das profissões com menor risco de serem substituídas por robôs são:

Imagem ilustrativa  das profissões do futuro
Figura 3: Profissões do futuro

É importante aliarmos nosso desejo, vontade e tendência, saber qual área termos mais afinidade, mas também é importante estarmos atentos aos anseios e demandas impostas pelo mercado de trabalho.

PARA SE APLICAR EM SALA DE AULA

Robô Sapiens (2023) é uma série da Globo News que traz diversos episódios retratando como estamos avançando com a tecnologia e o quanto o nosso mundo está cada vez mais conectado com os robôs. No terceiro episódio da série, o mundo do trabalho é abordado e traz diversos exemplos das novas formas de como lidar com os desafios para os empregos do futuro. Incluindo a nossa capacidade de interagir e saber dividir o espaço de trabalho com o robô.

Assista ao episódio com os estudantes e façam uma reflexão afundo sobre as novas formas de trabalho. Sugiro que realizem juntos uma matéria para blog informando sobre as mudanças, as novas profissões e habilidades que as pessoas precisarão ter para assumir os novos trabalhos que ainda surgirão. Utilize algumas das habilidades da BNCC para planejar sua aula.

BNCC: (EF15AR26); (EF35LP18); (EF35LP20); (EF05HI10); (EF07CI06); (EF04GE07); (EF05GE05); (EF69AR35); (EF07GE08); (EM13LP22).

Computação – complemento à BNCC: (EF02CO05); (EF03CO06); (EF03CO07); (EF03CO08); (EF03CO09); (EF05CO10); (EF05CO011);

Sua profissão está na lista dos empregos do futuro? Pensa em se especializar em alguma dessas áreas? Qual a sua opinião a respeito dessa discussão? Deixe nos comentários.

Até a próxima,

Paloma Marques

Dúvidas? Deixe seu comentário

Paloma Marques

Mestra em Educação, Pós Graduada em EaD e as Tecnologias Educacionais, Pós Graduanda em Filosofia, Conhecimento e Educação. Graduada em Artes Visuais, Filosofia e Pedagogia. Atuo como Pedagoga no setor de Desenvolvimento de Produtos na Casa da Robótica. Realizo o planejamento, produção, criação e revisão dos materiais educativos com ênfase em Robótica Educacional. Aprendiz de programação em blocos e fascinada em contribuir para o desenvolvimento de pessoas por meio da educação.

Deixe uma pergunta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.