fbpx

Como programar a placa ESP32 no Arduino IDE

Olá pessoal!

Preparamos esse tutorial para você que está iniciando no mundo do ESP32. Nele, você vai aprender como fazer a instalação e configuração do Arduino IDE no Windows para fazer a programação da sua placa ESP32.

Atualmente, existe uma variedade de plataformas de desenvolvimento que podem ser utilizadas para programar o ESP32, como o Espruino (linguagem JavaScript SDK) e o firmware emulado Node.js, ESPlorer IDE (linguagem Lua) e o Arduino IDE (linguagem C / C++).

Dentre estas plataformas de desenvolvimento, o Arduino IDE é bastante utilizada, principalmente por ser um ambiente de programação gratuito bastante difundido e de fácil utilização. Além disso, o uso do Arduino IDE também é facilitado devido a grande quantidade de bibliotecas, livros e tutoriais gratuitos disponíveis na internet.


Download e Instalação do Arduino IDE no Windows

A seguir, você encontrará o passo a passo para instalar o Arduino IDE no seu computador Windows.
1. Acesse o link https://www.arduino.cc/en/Main/Software#download e escolha a opção “Windows Installer, for Windows XP and up”;

2. Salve o arquivo do download e aguarde;

3. Após conclusão do download, clique com o botão direito sobre o arquivo baixado e o execute como administrador;

4. Após isto, aparecerá uma tela do Controle de Conta do Usuário solicitando permissão para instalação do Arduino IDE com a seguinte mensagem “Deseja permitir que este aplicativo faça alterações no seu dispositivo? ”. Clique em SIM para iniciar a instalação.

5. A partir de então a tela de instalação do Arduino IDE será iniciada. A primeira ação que deve ser realizada para instalação deste software é aceitar os termos de licença clicando no botão “I Agree”;

6. Em seguida, proceda a instalação;

7. Ocorrendo tudo bem na instalação do Arduino IDE, você pode inicializá-lo através do atalho criado na área de trabalho ou buscando por Arduino no menu iniciar.


Explorando o Arduino IDE

Ao abrir o Arduino IDE você verá uma tela semelhante à Figura 1. O Arduino IDE pode ser dividido em três partes: A Toolbar no início da tela, o editor de texto no centro e a janela de mensagens na base.

Figura 1: Arduino IDE.

No top da Toolbar há uma barra de menus contendo comandos comuns com os itens: Arquivo, Editar, Sketch, Ferramentas e Ajuda. Os comandos e funções disponíveis na barra de ferramenta podem ser consultados ao acessar o comando Ajuda > Ambiente.

Ainda na Toolbar encontra-se os botões de atalho, que fornecem acesso rápido às funções mais utilizadas. A seguir são mostrados os ícones e o detalhamento de suas funções.

Verificar: Analisa se há erros em seu código
Upload: Compila seu código e o envia para a placa microcontroladora
Novo: Cria um novo Sketch
Abrir: Mostra uma lista de Sketch existentes
Salvar: Salva o seu Sketch atual
Monitor serial: Exibe os dados seriais enviados pela placa microcontroladora

O editor de texto é o campo destinado a escrita dos códigos. Os códigos escritos no Arduino IDE são conhecidos como Sketches e são salvos com a extensão de arquivo.ino. Este editor de texto tem características de um editor tradicional, contendo funções de cortar, copiar, colar, selecionar tudo, entre outras.

A janela de mensagem fornece mensagens de feedback ao salvar e exportar arquivos, bem como exibe informações de erros no código ou ao compilar.


Conectando o ESP32 ao computador

Para saber se o seu computador Windows consegue identificar a placa ESP32, vamos realizar um teste acessando o Gerenciador de Dispositivos. Uma opção para chegar neste painel é pressionar as teclas “Windows + r”. Assim que o menu executar abrir digite “mmc devmgmt.msc” sem as aspas, como se pode ser observado na Figura 2.

Atalho para acessar o gerenciador de dispositivos no Windows.
Figura 2: Atalho para acessar o Gerenciador de Dispositivos.

Após digitar esse comando e clicar em “OK” será aberta a tela da Figura 3. Para verificar se o driver da placa ESP32 foi reconhecido navegue até a opção Portas (COM e LPT) e expanda clicando na setinha ao lado do nome. No exemplo abaixo a NODEMCU ESP8266 foi reconhecida com sucesso pela porta COM de número 5.

Gerenciador de dispositivos no Windows
Figura 3: Tela do Gerenciador de Dispositivo.

Caso a placa ESP32 não seja reconhecida pelo seu computador, ela pode aparecer em “Outros dispositivos”, como na Figura 4.

Indicador de que a placa ESP32 não foi reconhecida.
Figura 4: Indicador de que a placa ESP32 não foi reconhecida.

Isso acontece devido à falta de um driver para a interpretação do dispositivo. Para resolver esse problema proceda a instalação do driver CP210x, disponível no seguinte link:

https://www.silabs.com/developers/usb-to-uart-bridge-vcp-drivers


Configurando o Arduino IDE para programar o ESP32

Antes de começar a programar o ESP32 precisamos realizar algumas configurações no Arduino IDE.
Iniciaremos atualizando o Gerenciador de Placas do Arduino IDE, que é bem simples. Para isso, abra o Arduino IDE e vá para Arquivo>Preferências (Figura 5). Em seguida, copie a URL abaixo na caixa de URLs adicionais para Gerenciadores de Placas, localizada no inferior da janela.

https://dl.espressif.com/dl/package_esp32_index.json

Atualização do gerenciador de placas no Arduino IDE para programar o ESP32.
Figura 5: Atualização do gerenciador de placas no Arduino IDE.

Em seguida, navegue até o Gerenciador de Placas através do caminho Ferramentas> Placa> Gerenciador de placas. No campo de pesquisa busque por ESP32 e instale o pacote clicando em “Instalar”, conforme Figura 6.

 Instalando o ESP32 no Gerenciador de Placas do Arduino IDE.
Figura 6: Instalando o ESP32 no Gerenciador de Placas.

As definições e ferramentas da placa para o ESP32 incluem um conjunto totalmente novo de gcc, g ++ e outros binários que são razoavelmente grandes, portanto, pode levar alguns minutos para baixar e instalar. Depois que a instalação estiver concluída, um pequeno texto INSTALLED aparecerá ao lado da entrada. Agora você pode fechar o gerenciador de placas.

Para verificar se a instalação ocorreu corretamente acesse Ferramentas> Placas. Busque por ESP32 Arduino, conforme Figura 7.

Placas ESP32 instaladas no Arduino IDE.
Figura 7: Placas ESP32 instaladas.


Exemplo de programação da placa ESP32-DevKit V1 no Arduino IDE

O exemplo mais básico e clássico para iniciar a programação no Arduino IDE é o Blink ou Pisca LED. O projeto Blink consiste em acionar um LED por meio de um sinal digital. A placa ESP32-DevKit V1 conta com um LED conectado ao pino Digital D2 (GPIO 2) que pode ser utilizado para este teste. Desta forma, não há a necessita de componentes adicionais.
Faça o código Blink conforme exemplo a seguir:

void setup() {
  // Inicializa o pino D2 como saída
  pinMode(2, OUTPUT);
}

// A função de loop é executada repetidamente para sempre
void loop() {
  digitalWrite(2, HIGH); // Liga o LED
  delay(1000); // Espera 1 segundo
  digitalWrite(2, LOW); // Desliga o LED
  delay(1000); // Espera 1 segundo
}

Para carregar o código na placa ESP32-DevKit V1 é necessário configurar a placa e a porta de comunicação, conforme a Figura 8.

Configuração da placa e porta de comunicação para programação da placa ESP32 no Arduino IDE.
Figura 8: Configuração da placa e porta de comunicação para programação da placa ESP32 no Arduino IDE.

Tendo realizado as configurações de placa e porta pressione e mantenha pressionado o botão BOOT do ESP32-DevKit V1 para transferir o código para a placa. Em seguida, basta clicar no ícone Upload, como pode ser observado na Figura 9.

 Realizando upload do código Blink para a placa ESP32-DevKit V1 no Arduino IDE.
Figura 9: Realizando upload do código Blink para a placa ESP32-DevKit V1.

Atenção! Solte o botão BOOT apenas quando a mensagem “Connecting….” for exibida.

A transferência do código demorará alguns segundos. Após a conclusão pressione o botão EN e, logo em seguida, o LED ligado ao pino D2 começará a piscar, ficando 1 segundo desligado e 1 segundo ligado.

Espero ter ajudado,

Obrigada a todos e em caso de dúvidas deixe seu comentário abaixo!

Att. Carol Correia Viana.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.