fbpx

Conhecendo a placa Arduino UNO

Olá Pessoal,

Conhecer os elementos que compõem a placa Arduino é de suma importância antes de iniciar os projetos. Desta forma, hoje vamos explorar a placa microcontroladora Arduino UNO (Figura 1) para conhecer com seus componentes.

Figura 1: Placa Arduino UNO.


Fonte de alimentação

O circuito interno da placa UNO deve ser alimentado com uma tensão contínua de 5V. Você pode alimentá-lo conectando-o a uma porta USB do computador, que fornecerá a alimentação e também a comunicação de dados, ou por meio de uma fonte de alimentação externa, que forneça uma saída contínua entre 7 V e 12 V, por meio da utilização de um plug P4 ou o pino Vin.


Regulador de tensão

Na placa UNO, o regulador de tensão tem como finalidade transformar qualquer tensão (entre 7 V e 12 V) que esteja sendo fornecida pelo conector de alimentação externa em uma tensão contínua de 5V.


Conectores de alimentação elétrica

Os conectores de alimentação elétrica fornecem energia para dispositivos externos e são constituídos pelos pinos:
• Reset que possui a mesma função de reiniciar a placa;
 • 3,3 V e 5 V que fornecem tensão de 3,3 e 5 V, respectivamente;
• GND fornece potencial de terra aos dispositivos externos;
• Vin fornece ao dispositivo externo a mesma tensão que está sendo recebida pelo pino de alimentação externa.


Entradas analógicas

A placa UNO possui 6 portas analógicas que estão indicados como Analog In, de A0 a A5. Esses pinos são dedicados a receber valores de grandezas analógicas, por exemplo, a tensão de um sensor. As grandezas analógicas variam continuamente no tempo dentro de uma faixa de valores.


Conexões digitais

A placa UNO possui 14 portas digitais que estão indicados como Digital, de 0 a 13. Estas portas podem ser utilizadas como receber ou enviar dados de grandezas digitais. Ao contrário das grandezas analógicas, as grandezas digitais não variam continuamente no tempo, mas sim em saltos entre valores definidos (0 ou 1, ligado ou desligado, sim ou não, 0 V ou 5 V).

Estes pinos digitais operam em 5V e corrente máxima de 40 mA. Além disso, alguns deles possuem funções especiais, como:
• Pinos 3, 5, 6, 9, 10 e 11 podem ser usados como saídas PWM, simulando uma porta analógica;
• Pinos 0 e 1 (RX e TX) podem ser utilizados para comunicação serial;
• Pinos 2 e 3 podem ser configurados para gerar uma interrupção externa.


Microcontrolador

O microcontrolador utilizado na placa UNO é o ATmega328, um pequeno chip de 28 pinos que se encontra no centro da placa e é considerado o cérebro deste dispositivo. Esse único chip é um pequeno computador, contendo memória, processador e toda eletrônica necessária aos pinos de entrada e saída.

É no microcontrolador que tudo acontece, é nele que fica gravado o código desenvolvido para execução. O microcontrolador permite que a placa Uno funcione de forma autônoma, em outras palavras, uma vez transferido o código não existe mais a necessidade de comunicação com o computador. Um fato que deve ser lembrado é que ao gravar um código, o anterior é descartado, ficando apenas o último código gravado.

Algumas características do microcontrolador ATmega328 encontra-se detalhado na Figura 2 abaixo.

Figura 2: Diagrama de blocos do ATmega328.
Adaptado de Monk (2017).


REFERÊNCIAS

MONK, Simon. Programação com Arduino: Começando com Sketches. 2. ed. Bookman, 2017. 180 p.

Espero que tenham gostado deste tutorial. Em caso de dúvidas deixe seu comentário abaixo.

Att.,
Carol Correia Viana

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.